5 de dezembro de 2008

Políticas públicas (ou privadas?) para o meio ambiente

A ausência de discussão razoável sobre a reformulação do Código Florestal traz à tona o descaso do Ministério da Agricultura com a manutenção dos fluxos de energia que sustentam a mesma produtividade agrícola que defendem a todo custo. A visão parcial desse ministério é a demonstração de uma das características compartilhadas pela grande maioria dos seres humanos (incluindo eu): cada um defende o seu e os seus. Pena que os caras sejam tão nó cegos a ponto de não perceberem o tiro nó pé que estão dando ao negligenciar os cuidados mínimos com o meio ambiente.

Para entender melhor, visite o site
Amazonia.org.br.

Um comentário:

Marco Antonio (Sao Paulo) disse...

É assustador perceber a permeabilidade da bancada ruralista no governo federal. Eles tem grande representatividade no congresso, construída em mais de 100 anos. E qual a representatividade política dos conservacionistas e ambientalistas? Será que não seria a hora para muitos brasileiros se dedicarem à política ambientalista diretamente no congresso nacional?